20.6 C
fpolis

Censo revela dados do mercado de trabalho dos jornalistas em Santa Catarina

Leia também

O primeiro Censo realizado pela ACI (Associação Catarinense de Imprensa) para mapear informações sobre o mercado de trabalho dos jornalistas em Santa Catarina revelou que 31,5% dos profissionais que responderam o questionário trabalham em redação de veículos de comunicação. Em segundo lugar, houve um empate técnico entre os profissionais que atuam em órgãos públicos (17,5%) e os que responderam “outros” (18,8%). Já os profissionais que trabalham em agências de comunicação ou em empresas privadas são 14% e 13,6% dos respondentes, respectivamente. Os profissionais que atuam em universidades são 3,5%.

O levantamento foi feito entre os dias 03 e 31 de maio e teve a participação de profissionais de todo o estado, totalizando 57 municípios. A maior concentração ainda está na capital, com 39,6% dos respondentes. Chapecó, Criciúma, São José, Lages, Blumenau, Joinville e Tubarão aparecem na sequência, praticamente empatados.

O Censo também levantou os principais cargos ocupados pelos profissionais. A resposta era aberta e a maioria respondeu “jornalista”, seguido de “diretor”, “editor” e “assessor de imprensa”. Mas também apareceram cargos que demonstram novas áreas de atuação dos jornalistas, como analista de marketing, mídias sociais, roteirista e blogueiro.

“O Censo mostrou que o mercado de atuação dos jornalistas está mudando muito rápido, com muitas oportunidades em áreas diferentes. Essas informações serão fundamentais para nortear o trabalho da ACI para trazer cursos, eventos e qualificação para os jornalistas”, diz a presidente da ACI, Déborah Almada.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos