26.6 C
fpolis
- Publicidade -

Grupo ND lança série que resgata a representatividade negra de Gustavo de Lacerda no jornalismo

Leia também

Reprodução / ND

O grupo ND lançou nesta terça-feira (29/11) uma série inédita que resgata e conta detalhes da memória do fundador da Associação Brasileira de Imprensa, Gustavo de Lacerda, jornalista negro que nasceu em Florianópolis e transformou sua geração. A produção traz informações e depoimentos importantes que marcam a fundação da associação, que cumpre um papel fundamental na luta pelos direitos da imprensa, e sua passagem pela Academia Catarinense de Letras.

O desejo de dar visibilidade para a história dos negros nasceu da participação da jornalista Amanda Santos em duas homenagens da Record Nacional para o dia da Consciência Negra, realizado em novembro. Em 2019 com a série “Sem Vagas para o Racismo”  e no ano seguinte (2020), na apresentação do Fala Brasil. Amanda decidiu então começar a criar pautas sobre o tema em Santa Catarina. 

Este ano, acompanhando um movimento nacional da Comissão Étnico Racial da Associação Brasileira de Imprensa em resgatar a memória de Lacerda, decidiu fazer sua parte. Na mesma data de estreia, inclusive, está sendo lançado o livro do historiador  Fábio Garcia, dono da editora Cruz e Sousa. “Temos que usar nosso lugar de voz para dar voz aos nossos ancestrais esquecidos, que foram engolidos pelo sistema da época. É dever de todo o cidadão mas para nós que temos um espaço é um dever social. “

Com três episódios, a série será transmitida em multiplataformas, podendo ser acompanhada no Balanço Geral a partir desta terça-feira (29/11), quarta-feira (30/11) e quinta-feira (01/12), com reprise no SC no ar, Portal ND e edição especial de fim de semana no jornal impresso do grupo ND.

Mais artigos

Últimos artigos