18.3 C
fpolis

Chapecó será sede do maior evento da comunicação barriga-verde: Encontro da Imprensa Catarinense

Leia também

Os profissionais da comunicação de Santa Catarina estarão reunidos em Chapecó, no dia 6 de agosto, no 13O ENCONTRO DA IMPRENSA CATARINENSE, o maior evento da mídia barriga-verde, na sede Social da CDL Chapecó.

O Encontro iniciará às 11 horas da manhã, fará parte da programação dos 90 anos de fundação da ACI e consistirá de solenidade com homenagens, palestra e almoço de confraternização reunindo cerca de 500 profissionais de comunicação de todo Estado. A iniciativa é da agência de comunicação empresarial MB Comunicação e da Associação Catarinense de Imprensa (ACI).

Profissionais de todas as áreas da comunicação participarão do encontro – jornalistas, radialistas, publicitários, relações públicas, mídias, docentes, influenciadores digitais, empresários e proprietários de meios de comunicação – representando o caráter multiprofissional da ACI.

Na ocasião serão homenageados os profissionais com 50 anos de atividade na área de comunicação, informaram a presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI)/Casa do Jornalista Déborah Almada e o coordenador do evento e 1º vice-presidente Marcos A. Bedin.

O evento é totalmente patrocinado (não haverá custo aos participantes) e é exclusivamente dedicado aos profissionais da área da comunicação.

QUEM APOIA

O evento tem o apoio oficial de importantes instituições catarinenses: FIESC, FAESC, FECOAGRO, FECOMÉRCIO, ICASA, Foz do Chapecó Energia, Unoesc, Unochapecó, Sindicarne, ACAV, Cooperativa Central Aurora Alimentos (Aurora Coop), CDL Chapecó, Unimed Chapecó, Sebrae/SC, Apti Alimentos, Vale do Sol, Sicoob MaxiCrédito, Gráfica Arcus, Hotel Lang Palace, Fort Atacadista, Inviolável, Nord Electric e Produce.

QUEM CHANCELA

O evento envolve todo o trade comunicacional e tem o apoio das entidades de representação da comunicação catarinense: Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), Associação dos Jornais do Interior do Estado de SC (ADJORI), Associação de Diários do Interior de SC (ADI), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (SINDEJOR), Sindicato das Agências de Propaganda (SINAPRO), Sindicato dos Jornalistas Profissionais de SC (SJSC) e Associação dos Cronistas Esportivos de SC (ACESC).

HOMENAGEADOS

QUIRINO RIBEIRO

O jornalista, radialista, apresentador de TV e colunista Quirino Ribeiro – um dos mais admirados em Santa Catarina – completou 50 anos da atividade na área da comunicação e,por isso, receberá homenagem no 13O ENCONTRO DA IMPRENSA CATARINENSE.

Jornalista, radialista, apresentador de TV e colunista Quirino Ribeiro (Foto: divulgação).

Com meio século de dedicação à comunicação social, Quirino Ribeiro iniciou as atividades profissionais no início da década de 1970. De 1971 a 1975, atuou na Rádio Princesa de Lages; de 1976 a 1980, na Rádio Clube de Lages e de 1980 a 1982 na TV Planalto de Lages (SC). De 1982 a 2000 dedicou-se ao sistema SCC/SBT de Santa Catarina. Mudou-se para Curitiba (PR) onde trabalhou, de 2000 a 2004, na SCC/REDETV. Foi comentarista da SBT-SC e da TV Sul Brasil de Chapecó no período de 2004 a 2013. Em 15 de setembro de 2015 recebeu o Prêmio da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão na 9ª edição do Prêmio ACAERT de Rádio e Televisão, quando foi eleito o melhor locutor comentarista, período em que também atuava na Rádio Chapecó.  Continua trabalhando na Televisão Lages SCC/SBT-SC, é comentarista de TV a cabo, colunista de 12 jornais de circulação diária e de dois  jornais de circulação semanal, além de comentarista diário da Rádio Chapecó 100.1 FM

MÁRIO MEDAGLIA

Há 50 anos narrando o esporte catarinense, o jornalista Mário Medaglia será outro homenageado. Medaglia é jornalista formado em 1971 pela Famecos (Faculdade dos Meios de Comunicação) da PUC/RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul). Foi repórter da Editoria de Esportes do jornal ZERO HORA, em Porto Alegre. Tem intensa atuação profissional em território barriga-verde desde a década de 1970. Foi um dos fundadores do Jornal de Santa Catarina, na cidade de Blumenau, no segundo semestre de 1971. Repórter e editor de Esportes no Jornal O Estado, em Florianópolis, de 1972 a 1984, voltando a trabalhar no jornal na década de 90. Trabalhou como repórter na sucursal da Cia Jornalística Caldas Júnior, em Florianópolis (jornais Correio do Povo, Folha da Tarde, Folha da Manhã e Rádio Guaíba), de 1974 a 1980.

Jornalista Mário Medaglia (Foto: divulgação).

Em seus 50 anos de profissão também foi comentarista esportivo da Rádio/TV Cultura de Florianópolis, em 1980; chefe de Redação na RBS TV, em Brasília, em 1986; editor no Diário Catarinense, em Florianópolis, em 1990; correspondente da Revista Placar em Santa Catarina, responsável pela publicação de destacadas matérias, divulgando o esporte catarinense para todo o Brasil; comentarista esportivo na Rádio CBN, em Florianópolis, em 1987/1988.

Em 2000 ingressou como gerente de Comunicação da Fesporte (Fundação Estadual de Esportes), onde permaneceu até de 2007. Outras atividades: colunista do jornal A Notícia, de Joinville, em 2004; comentarista esportivo da TV Cultura, em Florianópolis, em 2005 e 2006; colunista de esporte do Diário do Litoral/Itajaí, de 2007 a 2009; repórter e coordenador de equipes do Jornal de Santa Catarina, jornal O Estado e da Fesporte nos Jogos Abertos de Santa Catarina, em 34 edições (das 55 já realizadas), além de participações como freelancer.

Jornalista Mário Medaglia (Foto: divulgação).

Respondeu pela assessoria de imprensa dos seguintes órgãos: FCDU (Federação Catarinense do Desporto Universitário), Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, Tribunal de Justiça de Santa Catarina e Banco Nacional de Crédito Cooperativo (Gerente de Comunicação, em Brasília). 

Outras atividades: membro do Conselho Estadual de Esportes, como representante da Acesc (Associação dos Cronistas Esportivos de Santa Catarina), de 2012 a 2015; colunista esportivo do jornal Notícias do Dia (Florianópolis), em 2014 e 2017; colaborador do programa “Papo de Redação” da Rádio Guarujá (Florianópolis), de 2014 a 2016. Criador e autor do Blog “BATENDO FORTE”.  Co-autor do livro “O ESTADO – 100 Capas”, lançado em 2015, com coletânea das capas com maior destaque na história centenária do jornal. Cronista do livro “Loucos e Memoráveis Anos – O Centenário do Jornal O ESTADO”, lançado em 2015, com coletânea de textos dos mais destacados jornalistas catarinenses.

Mário Medaglia foi agraciado pela Medalha de Mérito Virgílio Várzea concedida, em 2016, pela Câmara Municipal de Florianópolis e Destaque Esportivo concedido pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina em 2017.

Jornalista Mário Medaglia (Foto: divulgação).

RENEI ROBERTO POPPER

Graduado em sociologia pela UFSC e com 50 anos de atuação no Rádio e na TV, o radialista e jornalista Renei Roberto Popper também receberá a homenagem. Renei Roberto Popper começou na comunicação catarinense aos 17 anos na Rádio Clube de Gaspar (SC), hoje Radio Sentinela. Desbravou caminhos na comunicação catarinense como âncora de telejornal na antiga TV Coligadas, de Blumenau (hoje NSC TV). Teve destacada atuação em  várias emissoras de Rádio e foi convidado a apresentar os telejornais na TV Cultura, Canal 6, em Florianópolis.

Renei Roberto Popper receberá homenagem no 13º Encontro Da Imprensa Catarinense (Foto: divulgação).

Sempre trabalhando, simultaneamente, em emissoras de Rádio e TV, foi o primeiro apresentador de telejornais da RBS  em Santa Catarina e colocou no ar, com sua potente voz, a primeira emissora de FM ao vivo: a Atlântida.

Desempenhou também atividades profissionais em assessorias de imprensa de órgãos públicos. Recebeu homenagens da Câmara dos Deputados, da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina e da Câmara de Vereadores de São José, que lhe outorgou o título de Cidadão Honorário. 

Renei Roberto Popper receberá homenagem no 13º Encontro Da Imprensa Catarinense (Foto: divulgação).

Renei Roberto tem grande afinidade com o agronegócio: apresenta há 45 anos o programa da Fecoagro (Federação das Cooperativas Agropecuárias de SC)  em 70 emissoras de rádio de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Desde a década de 1970 apresenta os boletins Agronegócio Hoje e Informativo Agropecuário. Também apresenta o programa de TV Resenha do Agronegócio e do Cooperativismo diariamente para todo o Brasil pelo Canal Rural  e, somente para Santa Catarina, pela TV Record News. Graduou-se pela UFSC em Sociologia, em 2003, e recebeu o título de Doutor Honoris Causa em Comunicação.

“O meu amor pela comunicação é que me mantém sempre ativo. Obrigado Santa Catarina por ter chegado até aqui ao lado da sua gente”, manifestou Renei.

IMARA STALLBAUM

Com vasto currículo profissional e uma coleção de expressivos prêmios, a  jornalista e professora Imara Stallbaum receberá homenagem por ter completado 50 anos de atividade ininterrupta na área de comunicação.

Jornalista e professora Imara Stallbaum

Imara Stallbaum é bacharel em Comunicação Social, Jornalismo Gráfico e Audiovisual pela UFRGS e mestre em Mídia e Conhecimento/Engenharia de Produção pela UFSC. Desenvolveu intensa atividade no jornalismo profissional atuando na Folha da Manhã (CJCJ) em P. Alegre/1972-75, como repórter especial do jornal ZH/1977-1981, correspondente e articulista Internacional de ZH e Rádio Gaúcha na Europa/1981-82. repórter especial, editora e articulista de ZH em P. Alegre – 1983-84, repórter da Agência O Estado de São Paulo em P. Alegre/1984, repórter da revista Isto É em SP/1984-85, repórter do Jornal da Tarde em SP, cobrindo as editorias de Meio Ambiente, Geral, Economia e Política /1985-87, repórter especial de O Globo (RJ) para execução de matérias de geral e meio ambiente/1987.

Jornalista e professora Imara Stallbaum

Trabalhou na editoria de Geral, repórter especial e editora de Internacional do DC em Florianópolis/entre 1987 e 96 e foi repórter especial do jornal O Estado de Florianópolis – 1998-99.

Em 2001, com a criação da Mafalda Press, em Florianópolis, passou a produzir textos para agências nacionais e internacionais. Também redigiu matérias para o próprio site da agência e produziu livros-reportagem. Esses livros abordam temas como agricultura familiar, meio ambiente, águas subterrâneas, energias alternativas, sustentabilidade e turismo.

BANDAS

Uma divertida programação musical com as bandas Finco e a Sid Folk´s Trio animará o encontro dos comunicadores catarinenses.

BANDA FINCO

A Banda Finco será uma das atrações do Encontro da Imprensa Catarinense. Criada em 2009, a banda surgiu com a ideia de animar as datas comemorativas dos clientes da Finco Alimentos como aniversários, inaugurações e promoções. “Com o passar do tempo a banda começou a ser requisitada para todos os tipos de festas”, conta o vocalista da banda, empresário e líder empresarial Mauro Finco.

Banda Finco (Foto: divulgação).

O grupo é formado por músicos de Chapecó com a direção musical de Gibby  Ferrari.  O repertório é bastante eclético e mistura todos os ritmos, navegando entre o brega e o chique, fazendo um show descontraído e animado para todos os estilos e que promete animar o Encontro da Imprensa Catarinense.

O idealizador da banda, Mauro Finco,  52 anos, é casado com Viviane e tem três filhas: Jéssica, Bárbara e Vanessa. Começou sua carreira profissional em 1982 como auxiliar administrativo, em Seara. Depois de anos trabalhando na Seara Alimentos fundou, com o pai Jaimes Finco, em 1993, a Casa de Carnes Seara que mais tarde se transformaria na Finco Alimentos.

Atualmente a Banda Finco tem feito abertura de shows nacionais que acontecem na região, com destaque recente para a feira de  aniversário de 67 anos do município de Seara.

BANDA SID FOLK´S TRIO

A banda Sid Folk’s Trio animará o Encontro da Imprensa Catarinense que chega a sua 13ª edição. A banda remete ao estilo folk americano e apresentará canções que aliam elementos tradicionais com o rock e o country.

Banda Sid Folk’s Trio (Foto: divulgação).

A banda é liderada por Sid Geremia no violão, harmônica e voz e conta com a participação de Wagner Knapp conduzindo violão, guitarra, banjo e vocais e por Chico Carvalho na percussão. O trio, já conhecido na cidade e na região, há 13 anos se apresenta em diferentes formatos de eventos como também em bares e pubs.

O público pode esperar uma grande festa em que serão apresentadas mais de 30 canções com as raízes da música norte americana, passando pelos imortais Bob Dylan & Neil Young e clássicos como Creedence Clearwater Revival e Lynyrd Skynyrd, sem esquecer da pegada rock’n’roll, apesar do formato acústico proposto, até canções mais recentes e conhecidas. O trio traz ao palco instrumentos tradicionais, como a harmônica (característica do folk e do blues), o banjo (country) e o washboard (bluegrass).

Mais artigos

Últimos artigos